Redes socias

AgresTv

AgresTv
assista ao vivo: http://www.facebook.com/agrestv

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Secretário de Agricultura vistoria Abatedouro de São Joaquim do Monte



Exibindo DSC_8344.JPG


   O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, acompanhado do prefeito Joãozinho Tenório, que disputou as eleições 2012 pelo PSDB, vistoriou as obras de construção do Abatedouro Regional de São Joaquim do Monte, que vai atender produtores de dez municípios da região e tem a inauguração prevista para dezembro. A intervenção é resultado de parceria entre o Município e o Governo de Pernambuco, que está empregando R$ 1.6 milhão na ação. 

Exibindo DSC_8345.JPG
   Acompanharam a visita, o deputado estadual Diogo Moraes (PSB), o ex-prefeito da cidade, João Tenório (pai), e o secretário-executivo de Agricultura Familiar, José Cláudio. "Estamos acompanhando de perto o andamento dos trabalhos e solicitando empenho em relação aos prazos porque entendemos que essa é uma intervenção sanitária extremamente importante para a população da região", pontuou Nilton Mota.

   O espaço vai garantir o cumprimento das normas padrões de higiene e o abate humanizado com utilização de pistola pneumática. O centro terá capacidade para abater 100 animais por dia e vai gerar 70 empregos diretos. Além de São Joaquim do Monte, o espaço vai atender produtores de Camocim do São Félix, Bonito, Sairé, Barra de Guabiraba, Belém de Maria, Agrestina, Cupira, Altinho e Lagoa dos Gatos.

Exibindo DSC_8342.JPG







domingo, 27 de setembro de 2015

Escavadeira hidráulica é entregue em São Joaquim do Monte

Exibindo DSC_8289.JPG
Foto de Josué da Mata






   A partir de agora, a população rural de São Joaquim do Monte, no Agreste pernambucano, poderá contar com um reforço nas obras de infraestrutura como recuperação de estradas e construção de barreiros. Os serviços serão executados por uma escavadeira hidráulica que foi entregue pelo prefeito Joãozinho Tenório e pelo secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, na ultima quinta-feira (24/09).

    Orçada em R$ 475 mil, a escavadeira foi adquirida com recursos do Estado e de emenda parlamentar do deputado Federal Bruno Araújo e vai beneficiar cerca de oito mil agricultores familiares das comunidades rurais. Durante a entrega, os gestores anunciaram a aquisição de dois tratores 4x4, duas grades aradoras e dois sulcadores agrícolas.

Exibindo DSC_8246.JPG   O convênio para aquisição dos equipamentos tem valor fixado em R$ 325 mil, também provenientes dos cofres estaduais e de emenda do deputado Bruno Araújo. "Os equipamento vão contribuir com fortalecimento do setor agropecuário e favorecer o cultivo de grãos, hortaliças e frutas. Essa é mais uma ação conjunta que vem a somar com o desenvolvimento da agricultura familiar no Estado", afirmou Nilton Mota.






Gerência de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária




sábado, 26 de setembro de 2015

Primeiro parque híbrido de energia renovável do país é inaugurado em PE


Do G1 Caruaru e Região


Parque híbrido de energia renovável em Tacaratu, PE
(Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)





   O primeiro parque híbrido do Brasil (que une a geração de energia solar e eólica) foi inaugurado ontem, sexta-feira (25/09), em Tacaratu, na Região do São Franciso de Pernambuco, de acordo com a assessoria de imprensa do Governo do Estado. O local já iniciou as atividades.

   Também segundo assessoria, o empreendimento é formado por duas usinas fotovoltaicas com potência instalada de 11 megawatts, sendo – a partir desta sexta - o maior parque fotovoltaico em operação no País. Além das usinas, há um parque eólico de 80 megawatts. Juntos, são capazes de gerar 340 gigawatt-hora  por ano, volume suficiente para abastecer 250 mil residências. O investimento total no Complexo Fontes foi de cerca de R$ 660 milhões.

   "Nesse momento, Pernambuco e Tacaratu aumentam em mais de 30% a capacidade instalada de geração de energia solar no País", disse o Secretário de Desenvolvimento Econômico do estado, Thiago Norões. O modelo híbrido se mostra viável em 60% do território pernambucano, conforme informou a assessoria do estado. Estão mapeados 762 gigawatts com potencial competitivo no estado, como aponta o Atlas Eólico e Solar de Pernambuco.