Redes socias

Brasil Multi Vídeos

Brasil Multi Vídeos
O seu canal de entretenimento

RDS

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Marília Arraes protocola requerimento de urgência sobre PL que beneficia crianças com Microcefalia

   Depois de protocolar na Câmara dos Deputados, no começo do mês de agosto, o Projeto de Lei número 4361, que tem o objetivo de garantir o pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) às famílias de crianças com Microcefalia, a deputada federal Marília Arraes (PT-PE) protocolou ontem um requerimento de urgência para apreciação do PL de sua autoria. O documento foi assinado por diversos parlamentares que viabilizaram a solicitação do caráter de urgência. 

   O BPC é um auxílio concedido pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), mas tinha um prazo limite de três anos de concessão. O pedido de urgência é extremamente importante diante da gravidade de um tema tão sensível e que modificou a vida de centenas de famílias pernambucanas. 

   O objetivo da deputada petista é acabar com o prazo de três anos estabelecido para o pagamento e torná-lo vitalício. “É preciso mostrar para a sociedade a importância desse auxílio. O Estado não promove nenhum tipo de política pública voltada para essas crianças e suas famílias”, ressaltou a vice-líder do PT na Câmara dos Deputados.   

   De acordo com Germana Soares, que coordena a União de Mães de Anjos (UMA), ONG que apoia famílias de crianças com Microcefalia, cerca de 22 famílias tiveram o auxílio cortado, no meio do ano, sem nenhum tipo de aviso prévio. “Esse benefício garante a sobrevivência das famílias. Se não temos medicamentos gratuitos ou alimentação gratuita, temos que tirar tudo desse dinheiro. Cerca de 92% das mães dessas crianças tiveram que deixar de trabalhar para ajudá-las. Sem esse auxílio não dá para sobreviver”, desabafa Germana, mãe de Guilherme Soares, de 3 anos e 9 meses.  

   Com a UMA, diversas mães começaram a reivindicar pautas que beneficiassem seus filhos, por isso é tão importante incentivar e divulgar políticas sociais que contemplem benefícios que possam ajudar pessoas que precisam.

   As famílias de crianças com Microcefalia também podem procurar a Anis- Instituto de Bioética, que pesquisa e dá suporte para as associações nos Estados sobre a questão da Zika, desde o inicio da epidemia. “A Anis tem pesquisas e projetos no tema e auxilia as mulheres e associações com informações confiáveis sobre a Zika e o acesso a direitos”, afirmou Ladyane Souza, secretária-executiva da Anis. 


Serviço

União de Mães de Anjos:
Contato: Germana Soares (81) 9 8748-9065;

Anis- Instituto de Bioética:
Contato: anis@anis.org.br



Assessoria de Comunicação de Marília Arraes

Porto Digital é um dos vencedores do Desafio de Incubação e Aceleração de Impacto da Anprotec

Cerimônia aconteceu em Florianópolis e premiou cinco incubadoras do Brasil



João Victor Soares - Armazém da Criatividade 


   O Armazém da Criatividade - unidade avançada do Porto Digital em Caruaru, interior do estado de Pernambuco - foi um dos vencedores do 4º Desafio de Incubação e Aceleração de Impacto da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec). A cerimônia de entrega do certificado aconteceu em Florianópolis (SC) na noite da última quarta-feira (14/01). O Desafio é parte integrante do Programa de Incubação e Aceleração de Impacto desenvolvido pela Anprotec junto ao Sebrae e o Instituto de Cidadania Empresarial (ICE). A iniciativa tem o objetivo de mobilizar aceleradoras e incubadoras de todo Brasil para incluir ou ampliar suas atuações com negócios de impacto. 

   A quarta edição do programa contou com 31 participantes de 12 estados entre as cinco regiões do Brasil. As capacitações tiveram início em dezembro com um workshop em Brasília (DF) e seguiram online abordando temas como “as origens do conceito de negócios de impacto”, “o papel das tecnologias em gerar impacto social” e “metodologias para apoiar negócios de impacto”.

   “Essa é mais uma conquista do Armazém da Criatividade, que já foi apontado pela Associação Internacional de Parques Tecnológicos e Áreas de Inovação (IASP) como uma das 10 soluções mais inspiradoras do mundo em 2016”, comenta o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena. “Vencer esse desafio mostra quão longe já fomos, mas também aponta o nosso futuro em negócios de impacto”, complementa.

   O gerente do Armazém da Criatividade, Rômulo César, comentou sobre a importância da conquista para a unidade. “O Armazém da Criatividade fomenta várias possibilidades para novos negócios. Conseguiremos facilitar mais oportunidades para os empreendedores, estudantes e o mercado, com o objetivo de gerar soluções de impacto social e ambiental, melhorando a qualidade de vida da população e contribuindo para a economia local”, comenta Rômulo.

   Negócios de Impacto são empreendimentos que buscam desenvolver soluções para problemas da sociedade, de forma que essas soluções sejam replicáveis - com pequenas adaptações - em locais com os mesmos problemas para gerar também um retorno na melhoria da qualidade de vida da população.


   O Armazém da Criatividade conta com importantes parceiros para levar a inovação para a Capital do Agreste: Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Pernambuco (SECTI), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (ACIC) e Polo Caruaru.

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Augusto Coutinho participa de reunião nacional para discutir futuro do Solidariedade

Assessoria de Comunicação de Augusto Coutinho 


   Líder do Solidariedade na Câmara, o deputado federal Augusto Coutinho, participou nesta quinta-feira (15/08) da reunião da Executiva Nacional do partido na qual foi discutido o planejamento da sigla para as eleições municipais de 2020. Também no encontro foi construído um conjunto de metas para o partido até 2026. “Falamos sobre algumas mudanças para tornar o Solidariedade um partido cada vez mais moderno e antenado com as exigências da sociedade brasileira”, disse Augusto Coutinho.  

   O encontro também debateu os projetos Lidera+ e o PoliticAção. Ambos são cursos de formação de pessoas para o ano eleitoral e têm por intuito preparar os candidatos para os desafios de uma campanha nos dias atuais. Uma nova agenda de reuniões terá início na próxima semana, quando deputados federais do Solidariedade terão reunião em Brasília. Esses encontros terão por foco a discussão de pautas atuais como a Reforma Tributária e de que maneira a bancada pode apresentar propostas para que elas se construam de maneira justa à população.  

   Ainda durante o encontro foram estabelecidas novas linhas de atuação do partido, entre as quais esteve a criação de uma secretaria nacional de Proteção e Defesa dos Animais no âmbito da Executiva Nacional do partido. Como secretário Mézio Ribeiro Xavier. "Essa foi uma bandeira que levantamos há algum tempo, a necessidade da proteção aos animais, algo que tem a ver com a saúde pública, e que ganhou respaldo dos demais estados para termos a instituição desta secretaria, hoje”, falou o secretário. 

Espaço Nossa Casa discuti educação para pessoa com deficiência

Espaço é o primeiro em Recife a atender jovens, crianças e adultos com base na Educação Terapêutica e Terapia Social, uma abordagem fundamentada na Antroposofia.



   Com o intuito de apoiar o desenvolvimento de pessoas com deficiência e vulneráveis socialmente, o Espaço Nossa Casa foi inaugurado em janeiro deste ano em Casa Amarela, na Zona Norte do Recife e abre as portas para a população nos dias 16 e 17 de agosto.

   No evento, gratuito, haverá rodas de conversa, palestra, visita guiada e exposição de trabalhos das crianças, jovens e adultos que frequentam o espaço, o primeiro na cidade a realizar atendimentos fundamentados na Educação Terapêutica, uma abordagem antroposófica, idealizada pelo filósofo austríaco Rudolf Steiner, que reúne saúde, psicologia e educação.

    "Nossa meta não é buscar adequação das pessoas às formas exigidas pela sociedade que tem uma lógica de produção específica. Mas, apoiar cada um a ser quem é, a ganhar autonomia e se expressar por meio da arte, movimento, música e terapias. Oferecer caminhos para uma vida bem vivida", explica Simone Carvalho, educadora terapeuta, fundadora e coordenadora do espaço.

   Desenvolvido com o apoio da comunidade local, o funcionamento da casa foge da lógica comercial. “Temos o impulso de atender a todos que precisem. Então, estabelecemos trocas com os pacientes de acordo com suas possibilidades”, continua Simone.

   O Nossa Casa conta com uma equipe multidisciplinar e recebe crianças a partir dos 3 anos de idade, além de jovens e adultos, especialmente em situação de vulnerabilidade e risco social. Tem capacidade para atender cerca de 150 pessoas (em horários e turnos alternados, de segunda a sábado).

   Há profissionais das áreas de homeopatia, medicina, psicologia, terapia floral, fonoaudiologia, pedagogia, psicopedagogia. Há também diversas atividades artísticas, como modelagem em argila, aquarela, desenho, euritmia, música, violão e violino, teatro, movimento e dança, culinária, além de grupos de trabalhos manuais, costura e jardinagem com mães e pais dos atendidos.


A união faz a força

   O sonho de se ter um espaço diferenciado para contribuir com a qualidade de vida de pessoas excluídas ganhou corpo por meio de muito trabalho coletivo e, principalmente, graças a decisão do professor visitante da Universidade Federal de Pernambuco, vinculado a Universidade de Nova York, David O'brien em apoiar a instituição.

   "Ao longo de 40 anos pesquisei sobre abismos sociais e estive sensível às questões humanas que envolvem as diferenças entre classes. Ao colaborar com o projeto, faço algo concreto para amenizar a angústia de viver em um mundo com tantas mazelas e alienações sociais. Faz muito mais sentido investir aqui do que gastar dinheiro comigo mesmo", argumenta o professor norte americano, Phd em psicologia, que fará a palestra "Terapia com os deficientes: Trabalhando no contexto de a cultura patológica", nos dias 16 e 17.

   O espaço também conta com o apoio pedagógico e financeiro da educadora terapeuta Lucinda Dias, que reside em São Paulo e coordena a formação em Educação Terapêutica em São Paulo - SP e o curso de Recife que iniciará em outubro deste ano.


Sobre Educação Terapêutica

Há 100 anos, com a crise do pós-guerra, o filósofo austríaco Rudolf Steiner iniciava um caminho de reflexão no que diz respeito à educação humana. Realizou uma série de conferências para um grupo de professores, a semente da chamada Pedagogia Waldorf, com impulso de contribuir para o desenvolvimento humano em suas dimensões física, emocional e espiritual. Atualmente, já existem milhares de escolas e jardins inspirados na Pedagogia Waldorf espalhados pelo mundo.

   Em 1924, Rudolf Steiner também estabeleceu as bases da Educação Terapêutica, denominada na época como Pedagogia Curativa, uma abordagem voltada às crianças com os mais diversos transtornos no desenvolvimento que valoriza a arte, o vínculo e possui um olhar atento a cada individualidade.


Marcelo Silva (Aponte Comunicação)

Agrinordeste reunirá tendências e lançamentos para a Agropecuária

   O Agrinordeste reunirá as tendências e lançamentos nas áreas de serviços, capacitação e venda de produtos no Centro de Convenções, de 24 a 26 de setembro.  As novidades foram apresentadas na manhã da última quarta-feira (14/08), no JCPM, pelo presidente da Faepe, Pio Guerra.

   A programação inclui Arena Agrinordeste, Feira de Produtos do Campo, Espaço Moda Country, Oficinas de Trabalho, Sabor do Campo, Show de Churrasco, 27º Seminário sobre a Modernidade do Setor Primário da Economia Nordestina, 12º Show de Lácteos, 7ª Feira dos Produtores de Cana do nordeste (Norcana) e 2º Encontro dos Contabilistas no Agrinordeste.

   A Arena Agrinordeste vem repaginada e ampliada com 31 oficinas de trabalho, apresentações equestres e Adestramento de Cães, na área Agripet. O 12º Show Lácteos, que também está instalado na Arena, vai premiar os melhores produtos derivados de leite da região. Este ano, 20 laticínios concorrem com 49 produtos inscritos, que serão auditados pelo Instituto Cândido Tostes, de Minas Gerais.

   Por sua vez, o 27º Seminário do Agrinordeste traz uma programação diversificada com 86 palestras, que serão ministradas simultaneamente em 10 auditórios. Os assuntos abordados são relacionados à Apicultura, Atualidades, Avicultura, Bovinocultura de Leite, Cana-de-açúcar, Caprinovinocultura, Floricultura, Fruticultura, Horticultura, Paisagismo, Horticultura e Turismo Rural. Em 2018, foram mais de cinco mil inscritos.

   Este ano, a Feira de Produtos do Campo já registra recorde no número de estandes, com 290 unidades comercializadas. Outro ponto alto são as apresentações das inovações tecnológicas. Além disso, contará com a participação de caravanas de empresas de todo o Nordeste, organizadas com apoio do Sebrae, Federações e Associações.

   De acordo com a área técnica de levantamento de dados do Sebrae, uma pesquisa foi realizada em 2018, com 73 dos 153 expositores da feira, que corresponde a cerca de 50% deste público. Os resultados apontam um alto índice de aprovação nos quesitos avaliados: infraestrutura, organização, atendimento e negócios. Vale ressaltar que a feira reuniu produtores rurais e empresários de onze estados brasileiros.

   A 2ª edição do Espaço Moda Country traz 20 expositores e 12 desfiles de moda, que serão realizados nos corredores, durante os três dias de feira. Os expositores, em sua maioria do Polo de Confecções do Agreste, apresentarão as tendências do setor, nas áreas de vestuário, calçados, acessórios, chapéus, bonés e produto de beleza.

   Ícone na valorização dos produtos e da gastronomia local, a 8ª edição do Sabor do Campo ganhará uma área maior com 32 chefs renomados de todo o país. A nova atração desta temporada é o 1º Show de Churrasco, com quatro oficinas, com especialistas vindos do Rio Grande do Sul.

   O evento é uma realização da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), com o apoio do Sebrae Pernambuco, Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Senar,  Governo Federal, por meio do Banco do Nordeste e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Governo de Pernambuco, por meio da Empetur, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e AD Diper. Na ocasião, o gerente de Agronegócio do BNB, Josué Lucena, ressaltou a importância do agronegócio em Pernambuco. Segundo ele, foram investidos quase R$ 800 milhões do Fundo Constitucional de Financiamento no Nordeste (FNE) na agricultura, pecuária e nas atividades da agroindústria.

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Transnordestina será retomada ainda este ano, diz ministro

RBN Notícias


ABRIL
   Na tarde desta quinta-feira (08/08), uma boa notícia vem animando brasileiros residentes no interior do Nordeste brasileiro. 

   Considerada fundamental para desenvolver a logística de cargas na região Nordeste, a ferrovia Transnordestina que está com as obras paralisadas desde maio de 2016 pode ser retomada. A construção do empreendimento se arrasta há mais de uma década, tendo o orçamento saltado dos R$ 4,5 bilhões iniciais para R$ 11,2 bilhões ao longo desse tempo, um aumento de quase 150%. 

A construção da ferrovia – Uma concessão feita pelo governo à iniciativa privada – está parada desde o governo do PT por conta de indícios de irregularidades flagrados pelo Tribunal de Contas da União (TCU). São problemas de governança, qualidade, falta de estudos e desconhecimento de valores, o que levou ao bloqueio das aplicações de recursos federais.

   O ministro da Infraestrutura afirmou nesta quinta que a importante obra deve ser retomada ainda este ano (2019), após negociação que está ocorrendo com a empresa concessionária. “Estamos numa negociação intensa com o concessionário para retomar a obra. Temos cláusulas financeiras e não financeiras. Temos o direito de acionar o vencimento antecipado da dívida, mas seria ruim para o concessionário. Houve compromisso de retomar obra e está havendo mobilização. Ainda este ano vamos botar a obra de novo para funcionar”, disse.


IMPORTÂNCIA ESTRATÉGICA

   A ferrovia, quando concluída, deverá ligar o município de Eliseu Martins, no Estado do Piauí, aos portos de Suape, em Pernambuco, e do Pecém, localizado no Ceará. A expectativa é que a Transnordestina tenha 1.753 km de extensão, passando por 81 cidades. No sertão pernambucano, Salgueiro que detém posição geográfica estratégica para escoamento de produção, é um dos municípios que deve ser beneficiado.

Canal do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco volta a bombear água para a Barragem de Moxotó, em Sertânia

   O Sistema Integrado Adutora do Agreste-Moxotó voltou a funcionar nesta quinta-feira (08/08), em fase de testes, após o  retorno do bombeamento das águas   do canal do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco  para a Barragem do Moxotó, localizada em Rio da Barra, distrito de Sertânia, suspenso há um mês para que o Ministério do Desenvolvimento Regional realizasse ajustes operacionais no sistema. A boa notícia foi anunciada nesta quinta, pelo presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento - Compesa, Roberto Tavares, ao  receber a informação  que a água já havia começado a chegar no reservatório e que o primeiro dos quatro conjuntos de bombas  do Sistema Moxotó já está em funcionamento. A expectativa do presidente é que a Compesa retome o abastecimento de Arcoverde, Belo Jardim e Sanharó a partir do próximo domingo (11/08), já com uma produção de 200 litros de água por segundo, do total  de 450 litros por segundo, que é a vazão máxima  desse sistema.

   Segundo Roberto Tavares, o governador Paulo Câmara, assim que foi informado sobre o retorno do funcionamento do canal do Eixo Leste da Transposição, pediu para que os técnicos da Compesa realizassem um mutirão para que o Sistema Integrado Moxotó -Adutora do Agreste voltasse  a operar com carga total o mais breve possível, o que já está sendo feito. “Os quatro conjuntos de bomba  voltarão a funcionar com carga máxima quando a barragem  de Moxotó atingir 30% da sua capacidade total, de 1 milhão de metros cúbicos, o que deverá ocorrer nos próximos dias”, explicou. Depois de Arcoverde, Belo Jardim e Sanharó, a Compesa retomará o fornecimento de água por esse sistema para os municípios de  Alagoinha, Pesqueira, Tacaimbó e, posteriormente, São Bento do Una, que são as cidades já  atendidas pela integração da Adutora do Agreste-Moxotó. “A retomada da operação do sistema precisa ser lenta e gradual a fim de evitar estouramentos na adutora, que tem  240 quilômetros de extensão”, adianta Roberto Tavares

   Quando o Sistema Adutora do Agreste/Moxotó estiver com  operação equilibrada, a Compesa anunciará o novo calendário de distribuição de água  para as cidades .“Iremos atender melhor essas sete cidades com o reforço das águas do Rio São Francisco. Outras duas cidades, São Caetano e Brejo da Madre de Deus", ainda serão integradas nos próximos meses a esse sistema, totalizando  nove cidades contempladas, explica o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Denis Mendes.  O presidente da Compesa, Roberto Tavares, lembra que o Sistema Adutora do Agreste -Moxotó surgiu de uma demanda do governador Paulo Câmara, que estava preocupado com as tubulações assentadas da Adutora do Agreste que não teriam funcionalidade sem o Ramal do Agreste, obra em execução pelo Governo Federal. “Ele pediu estudos à Compesa e os nossos técnicos encontram a solução para permitir o funcionamento  da Adutora do Agreste com  água do rio São Francisco já disponível no Canal do Eixo Leste da Transposição. Com essa iniciativa, o Governo do Estado conseguirá beneficiar 400 mil pessoas ao final da operação do sistema”, finalizou Tavares.


Imprensa Compesa

PL proposto por Marília Arraes pretende ampliar direitos de crianças com microcefalia

Assessoria de Comunicação de Marília Arraes


   Por conta dos cortes nos Benefícios de Prestação Continuada (BPC) concedidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para famílias de crianças com microcefalia, a deputada federal Marília Arraes (PT-PE) propôs o Projeto de Lei de número 4361, que tem o objetivo de garantir mais apoio às vítimas da doença que tiveram os auxílios suspensos sem aviso prévio.

   O BPC garante um salário mínimo mensal para idosos e pessoas com deficiência, como é o caso das mães que têm filhos com microcefalia. Porém, esse auxílio tinha um prazo limite de três anos de concessão. Desde o mês de junho, no entanto, várias famílias tiveram o recebimento do benefício suspenso. 

   Mesmo assim, muitas famílias ainda precisam do dinheiro para continuar o tratamento das crianças e comprar medicamentos que são essenciais.

   Com o Projeto de Lei proposto na Câmara dos Deputados, a vice-líder do PT na Casa pretende acabar com o prazo estabelecido e mostrar que é necessária a continuação da ajuda, já que ainda há escassez de ajuda na saúde pública do país em relação a casos como esse.


quarta-feira, 7 de agosto de 2019

28ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana supera expectativas e gera cerca de 22 milhões em negócios

Em três dias de evento, 3.872 pedidos foram realizados por 500 compradores entre convidados e espontâneos


Fernanda Carvalho (Oficina Comunicação)
 

   Os resultados da 28ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana (RNMP) confirmam que o projeto da Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic), com correalização do Sebrae, desenvolveu um ritmo próprio de crescimento ao longo dos anos. Mesmo com perspectivas de recuperação lenta para a economia do País, o evento conseguiu alcançar a marca de, aproximadamente, R$ 22 milhões em negócios imediatos. O resultado parcial ultrapassou em quase dois milhões a expectativa da organização que trabalhava com resultados aproximados à casa dos R$ 20 milhões.

   Para o presidente da Acic, Luverson Ferreira, os números demonstram que o evento conseguiu reposicionar a imagem do Polo de Confecções do Agreste no mercado. “A Rodada de Negócios cumpre o seu papel de fomentar a economia do nosso Polo, garantindo vendas para os confeccionistas da região até o final deste ano e início do próximo, quando teremos mais uma edição. Com essa dinâmica, conseguimos fazer a economia girar o ano inteiro, mostrando que temos capacidade produtiva aliada com a qualidade do produto oferecido”. A avaliação do perfil do comprador feita pela Acic é uma das etapas importantes para que o evento alcance bons resultados. “Analisamos o potencial de compra e a necessidade dos clientes da RNMP antes de trazê-los para Caruaru. Isso faz com que nenhum deles volte para suas regiões sem fechar negócio. Em um momento ainda de recuperação econômica, conseguimos superar nosso objetivo”, enfatizou.

   Antes de começar, a 28ª RNMP já havia ultrapassado o número de expositores da última edição em 15%, com 162 fornecedores de vestuário, calçados e acessórios dos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Sul e Bahia. Outra novidade desta edição foi a participação de nove marcas caruaruenses através do programa Caruaru Moda Mundo, desenvolvido pela Prefeitura de Caruaru em parceria com a Acic, o Sebrae e o Armazém da Criatividade. Após meses de mentoria, as empresas fizeram sua estreia na Rodada de Negócios prontas para comercializar com varejistas do Brasil inteiro.

   O empresário Paulo César Valeriano da Adizza destaca sua experiência positiva. “Foram seis meses de preparação pelo Caruaru Moda Mundo. Nesse período, tivemos consultoria e acompanhamento para nos prepararmos para um evento desse tamanho. Após o evento, teremos acompanhamento por mais dois meses para garantir que todas as vendas feitas sejam entregues conforme combinado com o cliente. A participação no programa foi bastante exitosa, fomos orientados para participar da Rodada de Negócios da melhor maneira possível, tirando o máximo proveito dessa oportunidade”, afirma.

   A iniciativa do governo municipal possibilitou que essas empresas tivessem acesso a novos mercados de maneira organizada, após um processo de capacitação que contou com a expertise do Sebrae. “A RNMP vem se renovando e provando que a capacitação pela qual as empresas passam é um dos segredos do sucesso desse evento grandioso. O Sebrae continua apoiando com as consultorias tecnológicas e gerenciais, além de todas as capacitações que trazemos para o setor da moda na nossa região. Esse ano, tivemos a novidade do Caruaru Moda Mundo. O Sebrae trouxe um conjunto de consultorias que trabalham ao longo de oito meses essas empresas iniciantes no evento que não tinham possibilidade de participar e com essa assessoria tiverem o primeiro contato para comercialização com redes de varejo. O espaço dessas marcas no evento foi uma oportunidade ímpar”, avalia a gerente da Unidade Agreste Central e Setentrional do Sebrae, Débora Florêncio.

 
 
Os expositores veteranos destacam que a Rodada de Negócios impulsionou a competitividade de suas marcas e foi responsável pelo contato com os seus principais clientes. “Tivemos uma excelente experiência nas outras edições. O evento traz até nós compradores de todos os estados que se transformam em importantes parceiros para o negócio. Em relação às vendas, os resultados também foram ótimos. Por isso, não deixamos mais de participar”, ressalta o empresário Manoel Marreiro da marca infantil Peteca Baby, segmento que mais cresce no evento.

   Bons negócios também para os compradores. O paranaense Nasser Hammold, que participa pela décima vez, comenta que o aumento do número de expositores era um pedido dos varejistas que foi atendido pela Acic e fez com que ele comprasse mais do que havia previsto. “Geralmente, extrapolamos nas compras, porque acabamos sempre encontrando um produto que chama a atenção e depois mais outro. Como o evento cresceu e aumentou a quantidade de fornecedores, atendendo aos compradores que sempre estão em busca de mais variedade, nessa edição ficamos mais tempo e acabamos gastando mais. É um verdadeiro sucesso”, pontuou.

   Para o vice-presidente da Acic para Assuntos do Comércio e coordenador do Comitê Gestor da Rodada de Negócios, Pedro Miranda, “comprovadamente, a RNMP é o local ideal para comercialização da confecção produzida em Pernambuco e os resultados da 28ª edição apresentaram isso, não apenas no otimismo dos expositores e compradores, mas também na concretização dos negócios que foram gerados durante os três dias. A Acic e o Sebrae vêm a cada edição aperfeiçoando esse importante canal de comercialização com planejamento e maior envolvimento das entidades que compõem o Comitê Gestor da Rodada de Negócios”, finalizou.

   A 28ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana contou com o patrocínio do Banco do Nordeste (BNB), do Governo Federal, da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD-Diper) e do Governo do Estado e com o apoio da Prefeitura de Caruaru. O Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções de Pernambuco (NTCPE), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), a Associação Comercial e Industrial de Toritama (Acit), a Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (Ascap) e o Sindicado das Indústrias do Vestuário do Estado de Pernambuco (Sindivest/PE) são parceiros.


UFPE suspende uso de ar-condicionado para reduzir gastos após corte de verbas pelo governo

G1 PE 


Foto Ascom UFPE Divulgação
   A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) suspendeu o uso de ar-condicionado nas dependências da instituição de ensino, a partir desta terça-feira (06/08). A medida foi motivada pelo bloqueio de R$ 50 milhões de custeio pelo Ministério da Educação (MEC) e é válida para os campi Recife; Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata e Caruaru, no Agreste.


   O anúncio foi feito um dia após a volta às aulas na UFPE, que ocorreu na segunda (05/08). A universidade informou que o desligamento do ar-condicionado não atinge locais onde o uso seja imprescindível, como laboratórios de pesquisa, espaços onde funcionam equipamentos que demandam refrigeração ou salas sem janelas e onde não há circulação de ar.

   A Reitoria solicitou à comunidade acadêmica que use a iluminação de forma racional, desligando as luzes durante o dia e depois que sair das salas. Ainda de acordo com a UFPE, o funcionamento da instituição está comprometido a partir de setembro deste ano, devido ao bloqueio do MEC.

   Em agosto, segundo a Reitoria, a universidade recebeu R$ 8,6 milhões para despesas de manutenção. O repasse aprovado pelo Legislativo e previsto na Lei Orçamentária Anual era de R$ 14,3 milhões. O pró-reitor de orçamento e finanças da UFPE, Thiago Galvão, afirma que os centros estão sendo comunicados das medidas a serem adotadas.

   "Essas medidas são para atender nossas despesas do mês. Já adotamos uma série de medidas para prorrogar algumas coisas, mas, com o bloqueio, iniciamos o semestre com a certeza de que não teremos orçamento para finalizá-lo. Não acredito que a ciência não seja estratégica o suficiente para um país para ser descontinuada assim", afirma.

   Foram bloqueados 30% do orçamento da universidade, o que corresponde a R$ 49,4 milhões destinados à manutenção (serviços de limpeza, segurança, energia e água, entre outros) e R$ 5,6 milhões para investimento (obras e aquisição de equipamentos).

   No dia 2 de julho, a UFPE anunciou a suspensão temporária do lançamento de novos editais das pró-reitorias (exceto oriundos do Plano Nacional de Assistência Estudantil), do repasse de parcelas do Modelo de Alocação de Recursos para os centros acadêmicos e departamentos, da contratação de novas bancas para concursos docentes e do início de reformas de infraestrutura.

   As medidas anunciadas para os três campi, no entanto, não atingem o Hospital das Clínicas, porque a unidade de saúde é administrada pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao MEC.


Outras instituições

   A Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e o Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) também são afetados pelo bloqueio. O IFPE informou que adotou horário para o desligamento de ares-condicionados e iluminação em todos os campi, tentando não chegar no limite de ter que suspender o funcionamento. O horário varia de acordo com o funcionamento das unidades.

   Além disso, o IFPE também informou que restringiu visitas técnicas dos estudantes, diárias, passagens, uso de combustível e eventos.

   A UFRPE informou que, desde maio, tem adotado medidas de contingenciamento. A instituição informou, nesta terça, que orientou a comunidade acadêmica para que as aulas de campo sejam organizadas a partir de outubro, não sendo realizadas em agosto e setembro, já que envolvem gastos com diárias, combustível, ajuda de custo para estudantes, entre outras despesas de logística.