Redes socias

AgresTv

AgresTv
assista ao vivo: http://www.facebook.com/agrestv

segunda-feira, 28 de julho de 2014

1º FÓRUM COMUNITÁRIO DE SELO UNICEF MUNICÍPIO APROVADO


   No dia 30 de julho de 2014, será realizado o 1º Fórum Comunitário do Selo UNICEF Município Aprovado para o Semiárido brasileiro, com mais de 1,1 mil municípios de 10 estados inscritos nesta iniciativa. O desafio de articular governo, sociedade e empresas locais para ampliar esforços pela universalização dos direitos e melhoria da vida, da infância e adolescência, foi aceito pelos prefeitos, novos ou reeleitos.

   Os dois Fóruns previstos na metodologia do Selo são atividades obrigatórias no processo de certificação dos municípios, são espaços de engajamento da sociedade no planejamento, acompanhamento e avaliação de um conjunto de Ações Estratégicas de Políticas Públicas e de Participação Social. Se o município não realizar qualquer um dos dois fóruns não poderá continuar participando desta edição do Selo.

    Nesse 1º Fórum será o momento para se fazer um diagnóstico da situação das crianças e adolescentes do município e refletir sobre fatores de desigualdades como renda, cor da pele, gênero, idade, deficiências e local de moradia. Também é o espaço de escuta e levantamento de propostas para elaboração do Plano Municipal de Ação para a Proteção Integral das Crianças e Adolescentes.

    Os objetivos desse encontro são:

   Promover o lançamento municipal e explicar a metodologia do Selo;
  
   Apresentar o(a) articulador(a) e a Comissão Intersetorial pelos Direitos da Infância e Adolescência;

    Realizar uma análise sobre a situação da infância e da adolescência no município, com base nos indicadores oficiais e no Diagnóstico Participativo;

   Identificar possíveis gargalos para a realização dos objetivos do Selo e formas de superá-los.

   Durante o 1º Fórum, os participantes devem sugerir ações prioritárias para o alcance dos objetivos propostos pelo Selo UNICEF aos municípios. As informações coletadas servirão de subsídio para a elaboração do Plano Municipal de Ação para Proteção Integral das Crianças e Adolescentes, vinculado aos programas do município. Podem partiipar do Fórum: conselheiros, lideranças comunitárias, sindicais e religiosas, crianças, adolescentes e suas famílias, profissionais de saúde, educação e assistência social, comunicadores, artistas, representantes do setor empresarial, entre outros setores.



Nenhum comentário:

Postar um comentário