Noronha volta a confirmar casos do novo coronavírus quase um mês depois de zerar ocorrências

Foto: Aba Clara Marinho/TV Globo
Dois novos casos do novo coronavírus foram confirmados em Fernando de Noronha, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES). As novas confirmações foram divulgadas nesta quarta-feira (3), quase um mês depois de todos os 28 pacientes que tiveram a Covid-19 serem considerados curados. Segundo o secretário estadual de Saúde, André Longo, os dois novos casos estão ativos, o que significa que os pacientes ainda estão com o vírus no organismo.

A Administração de Fernando de Noronha informou que os pacientes são uma mulher de 56 anos e um homem de 50. Os dois estão assintomáticos e estão em isolamento domiciliar, cumprindo quarentena.

Outras 18 pessoas, que tiveram contato com os pacientes que testaram positivo, também estão isoladas e farão exames para detectar a doença. Com os dois novos registros, há 30 casos confirmados na ilha.

"Os pacientes estão devidamente isolados. Estamos fazendo um inquérito sorológico, fazendo testagem em Noronha e detectamos dois casos ativos, que estão sendo debelados pela nossa vigilância em saúde da ilha, com apoio da administração e de alguns pesquisadores", declarou André Longo.

Desde o dia 22 de maio, Noronha começou a fazer testagens regulares na ilha, no âmbito de um estudo epidemiológico para avaliar a circulação do vírus na ilha.

Foi esse estudo que fez com que fossem detectados esses dois novos casos. O mesmo trabalho orientou a reabertura de Noronha, em maio, já que, em quarentena, os moradores só poderiam sair para atividades essenciais.

Na primeira etapa do estudo epidemiológico, 455 amostras de voluntários foram enviadas ao Recife para exame. Serão, ao todo, 900 moradores pesquisados, entre adultos e crianças, escolhidos de forma aleatória.

Os que aceitam ser voluntários respondem a um questionário, fornecendo dados socioeconômicos, clínicos e hábitos de prevenção à Covid-19. Eles passam por exames por um ano.


G1 PE
Tecnologia do Blogger.