Bernardo da Água candidato a prefeito de Belo Jardim que declarou quase 2 milhões em bens recebeu Auxílio Emergencial

 

O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou, nesta sexta-feira (06/11), a lista de candidatos à prefeitura que declararam bens no valor igual ou superior a 300 mil reais, e receberam o Auxílio Emergencial até julho deste ano.

Na área de abrangência do G1 Caruaru e Região, cinco candidatos a prefeito do Agreste de Pernambuco apareceram na lista. Entre eles estão Bernardo da Água, do PRTB, de Belo Jardim; Fábio Júnior, do PSDB, de Barra de Guabiraba; Marcelo Rodrigues, candidato a prefeito em Caruaru pelo PT; Renato Wanderlei do Patri, em Águas Belas; André Freitas, do PSD, de Lagoa dos Gatos.

Bernardo da Água, de Belo Jardim, declarou quase R$ 2 milhões em bens, e recebeu 600 reais , de acordo com o documento. Por meio de nota, ele informou que durante a pandemia teve os serviços da mineradora dele paralisados e teve o auxílio concedido com informações verdadeiras e legais.

Fábio Júnior, de Barra de Guabiraba, declarou mais de R$ 431 mil em bens, segundo o TCU, ele recebeu R$ 1.800 mil do benefício. Ele informou que tanto ele como o jurídico, irão se ater a essa informação, que é desconhecida para eles.

André Freitas, de Lagoa dos Gatos, declarou R$ 734 mil em bens e recebeu 600 reais de Auxílio Emergencial. Por meio de nota, o candidato esclarece que foi surpreendido com a informação de que estaria supostamente recebendo o benefício, fatos que não correspondem com a verdade, e que certamente os dados pessoas dele foram utilizados indevidamente por terceiros que praticaram a fraude. Ele irá tomar todas as providências no sentido de descobrir quem utilizou os documentos pessoais para obter o Auxílio Emergencial de forma indevida.

Na lista aparece ainda o nome do candidato pelo PT, aqui em Caruaru, Marcelo Rodrigues. Ele declarou quase R$ 646 mil e recebeu 600 reais de Auxílio Emergencial. Por meio de nota, ele disse que se sentiu surpreso. O candidato negou ter solicitado o benefício, falou que não possui conta na Caixa Econômica Federal e que vai buscar a agência para devolver o valor aos cofres públicos.

Renato Wanderlei, candidato a prefeito em Águas Belas, declarou mais de R$ 1,2 milhão, e também aparece na lista. De acordo com o TCU, ele recebeu a soma de três parcelas do Auxílio Emergencial, que chega a R$ 1.800. Por nota, Renato informou que é produtor rural, e teve a renda suspensa no início da pandemia, devido à paralisação das feiras livres da região. Ele disse ainda que reorganizou a renda familiar e não recebeu mais nenhuma parcela do benefício, além do que foi apontado pelo TCU.

O Tribunal alertou que os resultados são apenas indícios de renda incompatível com o Auxílio Emergencial, porque há risco de fraudes ou erro de preenchimento pelo candidato. Apenas o Ministério da Cidadania pode confirmar se os pagamentos foram indevidos. O documento vai passar por análise dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral, que podem confirmar se houve ou não crime eleitoral.

A lista do Tribunal de Contas da União (TCU) também traz nomes de dois candidatos a vice-prefeito e 30 vereadores da área de cobertura do G1 Caruaru e Região.

G1

Tecnologia do Blogger.