CARLOS VERAS FALA SOBRE DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA FEDERAL E COMENTA RELAÇÃO DO PT E PSB EM PERNAMBUCO

Enviado por: Alberes Xavier 


O deputado federal pernambucano, Carlos Veras (PT), durante entrevista ao programa Cidade em Foco, da Rede Agreste de Rádios e blog do Alberes Xavier, falou sobre a disputa de Baleia Rossi (MDB) e Arthur Lira (PP) pela presidência da Câmara Federal, comentou a relação do PT e PSB em Pernambuco e confirmou seu desejo de que Lula (PT) seja candidato a presidente em 2022. 

Veras falou na oportunidade sobre a eleição para presidência da Câmara Federal que deve ocorrer no dia 1º de fevereiro e conta com os nomes de Baleia Rossi e Arthur Lira na disputa. "Tenho um respeito muito grande pelo Arthur Lira enquanto pessoa, enquanto parlamentar me dou muito bem com ele, dialogo com ele em alguns momentos, quando é possível construir alguns consensos para aprovar algumas pautas”, destacou o mesmo na oportunidade. 

Entretanto, Veras afirmou que Arthur Lira é o candidato apoiado pelo governo Bolsonaro e por essa razão não votará no mesmo. "Com a declaração de apoio de Bolsonaro a ele, com o carimbo que Bolsonaro colocou como o candidato que vai emplacar as pautas do Governo Federal, nós no Partido dos Trabalhadores, nesse momento, a prioridade é derrotar o Governo Bolsonaro”, esclareceu.

Diante disso, Veras ratificou seu apoio a Baleia Rossi que é o candidato apoiado pelo atual presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM). "Para derrotar o Governo Bolsonaro na Câmara Federal nós vamos votar em Baleia Rossi, que é o candidato do bloco, para a gente não deixar a pauta de retrocessos, de ataque a democracia e classe trabalhadora seja vencedora na Câmara dos Deputados”, afirmou. 

PT e PSB - Questionado na oportunidade sobre a relação do PT e PSB em Pernambuco, o deputado negou que o seu partido tenha sido expulso do Governo Estadual. De acordo com o mesmo, a entrega dos espaços que o Partido dos Trabalhadores ocupava na administração foi fruto de uma decisão da própria legenda, em virtude do processo eleitoral agressivo ocorrido no segundo turno das eleições no Recife entre Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB). 

"O próprio governador Paulo Câmara pediu pessoalmente a gente que não entregasse os cargos, que ficássemos no Governo, mas em virtude de todo esse processo, nós preferimos entregar os cargos e fazer uma política de forma independente”, afirmou. 

Diante da saída do PT do Governo Estadual, Veras afirmou que com certeza a legenda apresentará um nome para a disputa pelo Palácio das Princesas em 2022. "Não tenha dúvida de que o partido dos Trabalhadores vai apresentar um nome para as eleições de 2022. Mas o Estado de Pernambuco não está desconectado do Brasil, nós temos um partido nacional, a estratégia em Pernambuco será discutida nacionalmente”, destacou. 

Lula 2022 - Veras ratificou que a estratégia do PT em Pernambuco estará diretamente conectada com a estratégia nacional, que deverá, de acordo com o mesmo, ser construída entorno de uma candidatura de Lula (PT) a presidência do país. "O bloco de alianças que nós vamos construir em nível nacional para disputar as eleições presidenciais, que espero que seja entorno da candidatura do nosso presidente Lula, estará conectada com o que nós vamos encaminhar aqui no estado de Pernambuco”, declarou.

Tecnologia do Blogger.