Redes socias

Brasil Multi Vídeos

Brasil Multi Vídeos
O seu canal de entretenimento

RDS

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Dilma Rousseff anuncia nomes dos comandantes da economia



Do G1.


    A presidente Dilma Rousseff anunciou oficialmente, nesta quinta-feira (27), os nomes dos comandantes da economia durante o segundo mandato dela.

   O anúncio foi feito pelo ministro da secretaria de Comunicação Social, Thomas Traumann, Joaquim Levy foi confirmado como o novo ministro da Fazenda. Nelson Barbosa vai assumir o Ministério do Planejamento. E Alexandre Tombini permanece na presidência do Banco Central.

   Em nota, a presidente Dilma Rousseff agradeceu ao ministro Guido Mantega, o que mais tempo ficou no Ministério da Fazenda no período democrático. Segundo ela, Mantega teve papel fundamental no enfrentamento da crise econômica internacional, priorizando a geração de empregos e a melhoria da renda da população. Sobre a ministra do planejamento, Miriam Belchior, Dilma disse que ela conduziu com competência as obras do PAC e o orçamento federal.

   O anúncio traz um fato inédito: pela primeira vez desde a redemocratização do país, duas equipes econômicas de um mesmo governo vão trabalhar juntas. Guido Mantega vai continuar no comando do Ministério da Fazenda e Miriam Belchior no do Ministério do Planejamento, enquanto Joaquim Levy e Nelson Barbosa preparam as novas medidas econômicas. O principal desafio dos novos ministros será ajustar as contas do governo.

   Enquanto trabalha, a nova equipe estará de olho no Congresso, que ainda não aprovou o projeto que na prática vai permitir que o governo reduza ou até não faça superávit primário, a economia para pagar a dívida pública. O projeto enfrenta resistências.


Alexandre Tombini já ocupou três diretorias



   O presidente do Banco Central Alexandre Tombini é funcionário de carreira do banco.

   Ele já ocupou três diretorias: de Normas e Organização do Sistema Financeiro, de Assuntos Internacionais e de Estudos Especiais. Tombini se formou em economia pela Universidade de Brasília e fez doutorado na Universidade de Illinois, nos Estados Unidos. De 2001 a 2005 trabalhou na representação brasileira no Fundo Monetário Internacional, em Washington. E ocupa a presidência do Banco Central desde o início do governo Dilma, em 2011.


Nelson Barbosa foi secretário executivo do Ministério da Fazenda



   Nelson Barbosa já teve passagens pelo governo, antes dessa nomeação para o Ministério do Planejamento. 

   Barbosa é doutor em economia pela New School For Social Research de Nova York. E já trabalhou no próprio planejamento, no Banco Central e no BNDES. De 2011 a 2013 foi secretário executivo do Ministério da Fazenda, o segundo posto mais importante da pasta. Mas saiu sob rumores de atritos com o ministro Guido Mantega.

   Atualmente, é professor e pesquisador da Fundação Getúlio Vargas e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro.


Joaquim Levy é conhecido pelo rigor no controle das contas



    O ministro indicado para a fazenda, Joaquim Levy, é conhecido pelo rigor que costuma aplicar no controle das contas públicas.

   Atualmente, Levy chefia a área de investimentos do Bradesco. Ele fez doutorado na Universidade de Chicago, nos Estados Unidos e já ocupou vários cargos públicos.
 
   No governo de Sérgio Cabral, no Rio de Janeiro, foi secretário da Fazenda. Em Brasília, foi economista-chefe do Ministério do Planejamento no governo Fernando Henrique Cardoso. E entre 2003 e 2006, já no governo Lula, foi secretário do Tesouro Nacional.




Nenhum comentário:

Postar um comentário