Redes socias

AgresTv

AgresTv
assista ao vivo: http://www.facebook.com/agrestv

terça-feira, 12 de julho de 2016

Lula: "Não me provoquem. Posso voltar em 2018"

Lula sugeriu saída para crise e afirmou que pode ser candidato em 2018.
Segundo PRF, duas mil pessoas cruzaram ponte para evento em PE.

 

Foto: Juliane Peixinho / G1
  
   O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou na noite de ontem, segunda-feira (11/07) de um ato organizado pela Frente Brasil Popular em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. No evento, estiveram presentes caravanas de nove estados brasileiros, além de integrantes de movimentos sociais, organizações sindicais e representantes políticos. Lula afirmou que pode ser candidato em 2018. "Se eles acham que vão tirar o que a gente conquistou, essa é a única possibilidade que eu tenho. Não me provoquem, que eu posso voltar e ser candidato em 2018.  Eu 1978, eu tinha três anos de casado com Marisa e prometi que seria o último mandato no sindicato, mas depois inventamos o PT, a CUT e depois perdi três eleições e ganhamos quatro e eu disse que estava aposentado, mas os caras não querem deixar", ressalta.

   Durante o discurso, Lula sugeriu uma possível saída para a crise econômica do Brasil. “Para mim, eu outra vez abriria a linha de crédito para os pobres, querem comprar um carro vão comprar, querem comprar televisão vão comprar. Eu colocaria dinheiro na mão do povo pobre, porque se a gente colocar uma política de financiamento de crédito de R$ 500 para cada pessoa, esse dinheiro vai virar comércio e vai gerar emprego e vai girar a economia brasileira, porque não dá para economia andar sem dinheiro circulando”, propõe.

   O ex-presidente criticou o presidente interino Michel Temer. “Para chegar a presidência tem que disputar uma eleição. A Dilma não cometeu crime nenhum, mas a gente estava vivendo um período ruim, mas a gente não troca de presidente como troca de roupa, o presidente tem que ser julgado pelo mandato inteiro. Dilma tinha três anos de mandato e os caras resolveram reunir uma maioria e assaltaram o poder, foi um assalto legalizado”

Fonte: Blog do Magno Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário