Ciro agora defende plebiscito sobre a reforma da previdência

Blog do Inaldo Sampaio


   Depois de criticar o projeto de reforma previdenciária enviada ao Congresso pelo presidente Michel Temer, o candidato do PDT, Ciro Gomes, passou a defender a realização de um plebiscito para que o povo dê a última palavra sobre o tema.

   “A reforma da Previdência de que precisamos vai ter que ferir muito privilégios, principalmente os do Judiciário, que estão mandando e desmandando (no país). No caso da Previdência, vou defender, sim, um plebiscito, se permanecer o impasse nos seis primeiros meses de governo. Temos que saber que o deputado não vota contra juiz nem aqui nem na Dinamarca”, disse o candidato do PDT num debate em Brasília.

   Ele disse que um dos obstáculos para a realização das reformas de que o Brasil precisa são os lobistas, que atuam como grupos de pressão dentro do Congresso Nacional.

   Questionado sobre como seriam seus primeiros 100 dias de governo, declarou: “Não haverá esse fetiche sobre 100 dias de governo. O Brasil precisa dedicar os seis primeiros meses (do novo governo) a um imenso debate sobre as reformas que precisamos fazer. Precisamos saber como não ter um presidente reformista sabotado pelo Congresso, que é o presidencialismo de coalizão, como Fernando Henrique Cardoso chamava essa roubalheira institucionalizada, tendo o presidente como cabeça de ferro”.
Tecnologia do Blogger.