Redes socias

Brasil Multi Vídeos

Brasil Multi Vídeos
O seu canal de entretenimento

RDS

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Iniciativas que transformam vidas

Peniel Ações Sociais e Autismo Compartilhar Solidariedade inauguram centrode acolhimento para famílias sem recursos ou com membros autistas, neste domingo



RECIFE - Os projetos Peniel Ações Sociais e Autismo Compartilhar Solidariedade se uniram em torno de um sonho em comum: ajudar quem mais precisa. É com esse objetivo que neste domingo (20/10), as entidades inauguram um centro de acolhimento, no bairro de Dois Unidos. A ocasião é comemorada com uma festa pelo mês das crianças, a partir das 13h. 

   “Teremos brincadeiras como pula-pula, piscina de bola, corrida de ovo, quebra panela, além de palhaços e super-heróis para divertir os pequenos. Também ofereceremos gratuitamente pipoca, cachorro quente e picolé para aquelas famílias que não tiveram condições de comemorar o Dia das Crianças”, adianta Peniel Souza, fundador do projeto Peniel.

   Para viabilizar as ações de ambas as iniciativas, o centro passou por uma grande reforma realizada com doações e, atualmente, conta com nove cômodos. “A ideia é termos um espaço onde possamos arrecadar, organizar, reformar e distribuir as doações que recebemos de amigos, empresas e voluntários”, diz Peniel.

   Já o Autismo Compartilhar Solidariedade utilizará alguns cômodos do centro para atender famílias com membros autistas ou pessoas com autismo, que não têm acesso a orientação e tratamento. “A ideia é acolher quem recebeu o diagnóstico e não sabe o que fazer”, explica Carlos Nascimento, fundador do projeto.

   Além de orientar esses grupos familiares, com palestras, atividades e informação, a iniciativa prestará atendimento gratuito especializado aos sábados, das 14h às 18h. “Temos voluntários em fonoaudiologia, psicologia, terapia ocupacional, arteterapia, terapia naturalista, massoterapia, orientação jurídica e outras áreas, que vão atender pacientes dentro do espectro autista”, explica Telma dos Anjos, vice-coordenadora da entidade.

   Outra frente de atuação é o incentivo a pessoas com autismo e seus familiares. “Nosso trabalho é conscientizar as famílias de que aceitação é o melhor remédio. Amor e paciência são o segredo para cuidar de um filho autista, tenha ele o grau que tiver”, recomenda Carlos. Para ele, o orgulho autista é muito importante. “Não podemos nos envergonhar do que somos, como agimos ou nos comportamos. Independente do autismo, somos seres humanos e temos a capacidade de fazer tudo o que quisermos e, principalmente, de sermos felizes”, avalia.

   O centro de acolhimento também oferecerá aulas de música, artesanato, artes marciais, inglês, espanhol e culinária. Também prestará alguns serviços gratuitos como corte de cabelo, design de sobrancelhas, casamento coletivo e emissão de documentos.


Veronica Fox
GCI Comunicação

3 comentários:

  1. Com muita dedicação e amor temos feito esse trabalho. Sempre grato a todos que tem nos judado.

    ResponderExcluir
  2. Com muita dedicação e amor temos feito esse trabalho. Sempre grato a todos que tem nos judado.

    ResponderExcluir
  3. Projeto Maravilhoso!!! Parabéns a todos os envolvidos!!!!

    ResponderExcluir