Carlos Bolsonaro é indicado pela PF como mentor das fake news contra o STF

No dia 14 de março de 2019 foi aberto um inquérito para investigar notícias falsas disseminadas contra a Corte
O vereador Carlos Bolsonaro é considerado o 02 do presidente da República – FOTO: Foto: Agência Brasil

A Polícia Federal, comandada por Maurício Valeixo, demitido pelo presidente da República, investiga o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos), o filho 02 de Jair Bolsonaro, como mentor das fake news contra o Supremo Tribunal Federal (STF). As informações são do Correio Braziliense. Um processo foi aberto pela Corte, no dia 14 de março de 2019, para investigar a disseminação das notícias falsas e a PF chegou ao chamado Gabinete do Ódio, comandado pelo vereador.

Além da investigação sobre as fake news, a mesma equipe deverá apurar os responsáveis pelas manifestações a favor da ditadura, apoiada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Demissão de Maurício Valeixo
Nesta quinta-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comunicou ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que deverá demitir o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo. Após o comunicado, segundo a Folha de S.Paulo, Moro teria pedido demissão, mas segundo os jornais Estadão e O Globo, o ministro teria apenas ameaçado deixar o cargo.

Valeixo foi escolhido por Moro e é de confiança do ministro. Desde o ano passado a troca de comando da PF vem sendo ameaçada pelo presidente, quando

anunciou uma troca no comando da superintendência do órgão do Rio de Janeiro. Bolsonaro quer ter maior controle sobre a atuação da polícia.

Fonte: Jornal de Caruaru
Tecnologia do Blogger.