Em live com Fernando Haddad, Marília diz que desigualdade Social é outra doença que precisa ser combatida

Haddad afirmou que Marília está preparada para implantar projetos que combatam a desigualdade social no Recife


Assessoria de Comunicação de Marília Arraes


Em uma live acompanhada por milhares de seguidores em seu Instagram (@mariliaarraes), e com transmissão também para todo o Recife pela rede de rádios comunitárias, a deputada federal Marília Arraes e o ex-ministro da Educação, Fernando Haddad falaram sobre o quanto a pandemia do coronavírus tornou ainda mais evidente a desigualdade social do Brasil.

“Falar fica em casa para quem mora nas palafitas ou nas áreas de risco é um pedido difícil de se fazer. Recife tem mais de 600 mil pessoas vivendo abaixo da linha de pobreza. Para estas pessoas, o sofrimento não chegou com o COVID-19, mas a vida ficou ainda pior”, afirmou Marília ao responder algumas das centenas de perguntas e contribuições dos participantes.

Ela lembrou de problemas crônicos como a falta de saneamento e de abastecimento d’água. “As pessoas não têm como se prevenir do coronavírus e outras doenças da maneira mais básica. A falta d’água, por exemplo, é um problema que já poderia ter sido resolvido há muitos anos, mas foi sendo empurrado com a barriga”, disse Marília.

Ex-prefeito de São Paulo, Haddad elogiou a capacidade de liderança de Marília e defendeu que ela à frente da Prefeitura do Recife terá a coragem de implantar projetos que reduzam a desigualdade social, como a realização de um grande programa habitacional que gere empregos e ofereça moradia digna aos recifenses.

“É preciso organizar a cidade na habitação, no transporte público. São muitas brigas a serem compradas e sei que Marília Arraes, por sua coragem e capacidade de liderança, poderá tocar estes e outros projetos que melhorem o Recife”, disse.

A live com Haddad faz parte das discussões do Recife Cidade Inteligente, proposta de debate que Marília está realizando dentro do PT e também com o Recife, recebendo contribuições pelas Redes Sociais e também por lives nas comunidades e com nomes como os dos ex-ministros da Saúde, Alexandre Padilha e da Cultura, Benedita da Silva, ambos do PT.
Tecnologia do Blogger.