Bolsonaro desafia Supremo ao exaltar apoio militar e dizer que ‘chegou no limite’



Bolsonaro - manifestação


Durante nova manifestação contra o Congresso e o STF (Supremo Tribunal Federal), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) esteve prestigiando o ato e afirmou ao vivo em rede social que “chegamos no limite, não tem mais conversa. Daqui para frente, não só exigiremos, faremos cumprir a Constituição, ela será cumprida a qualquer preço, e ela tem dupla mão”.
Bolsonaro disse ter apoio das Forças Armadas e que tem o povo ao seu lado. Um dia antes, no sábado, o presidente se reuniu com os chefes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.
Os atos tiveram ainda agressões e ameaças a jornalistas. Os manifestantes que apoiam Bolsonaro derrubaram e deram chutes e socos em um fotógrafo e um motorista que cobriam o evento.
O presidente atacou nos últimos dias a decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes de barrar a nomeação de Alexandre Ramagem, amigo de sua família, para comandar a Polícia Federal, após a acusação de Moro de tentativa de interferência política na corporação. Ele afirmou ainda que deve indicar um novo nome para a PF hoje.

Fonte: jornaldecaruaru
Tecnologia do Blogger.