Com mais de mil mortes em um dia, Brasil tem um óbito a cada 73 segundos


Brasil se juntou ontem a um seleto e preocupante grupo, o dos países que contabilizaram mais de mil mortes por coronavírus em 24 horas. Apenas China, EUA, França e Reino Unido tiveram números tão altos.
Com 1.179 óbitos pela covid-19 registrados na última terça-feira, o país alcançou a marca de 17.971 mortes pela doença, novo recorde no Brasil. Foram confirmados novos 17.408 casos no período, aumentando o total de diagnosticados para 271.628, segundo dados do Ministério da Saúde.
Em meio à pandemia, o Brasil segue sem um chefe no comando da pasta desde sexta-feira (15), quando Nelson Teich pediu demissão do cargo. Antes dele, Luiz Henrique Mandetta era o titular, mas foi demitido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).
Nesse cenário, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), antecipou para hoje e amanhã os feriados de Corpus Christi (11/6) e Consciência Negra (20/11) para tentar aumentar o isolamento na cidade. Além disso, sexta-feira está decretado ponto facultativo.

Fonte: jornaldecaruaru
Tecnologia do Blogger.