Mandetta diz que surto no Brasil só está no começo

Para o ex-chefe da pasta, o surto que já matou mais de 12 mil pessoas no Brasil vive ainda
suas primeiras semanas

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, alertou que o surto de coronavírus no Brasil está “apenas começando”. Em entrevista ao Uol ele comentou que o governo precisa se concentrar em lutar contra o vírus e não comprar briga com Pequim. Para o ex-chefe da pasta, o surto que já matou mais de 12 mil pessoas no Brasil vive ainda suas primeiras semanas e que o pico pode já ter sido atingido em Manaus, mas continua a crescer em outras capitais.
“A população não sabe para que lado ela vai. Eu dizia uma coisa e o presidente dizia outra”, ressaltou. Mandetta não esconde que tem dúvidas sobre os números divulgados pelos chineses, mas que é preciso não entrar em conflito. “Se eu não tenho uma boa relação, vai ser difícil o abastecimento (de materiais de saúde)”, pontuou.
O ex-ministro afirma acreditar que o Brasil perde com um sistema internacional enfraquecido. Mandetta lamentou a postura tomada pelo governo nas últimas semanas. “O Brasil está sem gente para pensar seu papel na saúde pública mundial. Se não sabemos nem se abre ou não cabeleireiro, como é que vamos saber nossa posição no mundo?”, indagou fazendo alusão à decisão do governo federal de liberar a abertura desse setor.

Fonte: UOL
Tecnologia do Blogger.