Onze idosos testam positivo para a Covid-19 em asilo de São Bento do Una

 (Foto: ANDREW CABALLERO-REYNOLDS/AFP.)
Foto: ANDREW CABALLERO-REYNOLDS/AFP.
Onze idosos acolhidos em um abrigo localizado no município de São Bento do Una, no Agreste de Pernambuco, testaram positivo para a Covid-19. A instituição acolhia 20 idosos. Desses, dois morreram com sintomas respiratórios no último sábado (9). Eles foram testados e o resultado está sendo analisado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-PE). Por estarem incluídos no grupo de risco, todos os outros 18 estão internados no Hospital Municipal de Campanha construído na Escola Municipal Cônego João Rodrigues de Melo, no Centro da cidade.

A suspeita surgiu quando José Edvaldo e Dolores Bezerra da Silva, os dois com 80 anos, apresentaram sintomas de gripe e passaram mal no sábado (9). A equipe de assistência acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que os levou para a unidade de saúde. Os dois passaram por Raio-X e tiveram o diagnóstico de pneumonia. Eles fizeram exame para confirmar se a causa da morte foi Covid-19, mas o resultado ainda não foi liberado. Após esses dois casos suspeitos, todos os idosos atendidos pela casa fizeram o teste. Onze testaram positivo, mas todos os 18 foram encaminhados para o Hospital Municipal de Campanha e estão em observação.

De acordo com a administradora do asilo, Luzinete Júlia da Silva, de 64 anos, duas funcionárias estão afastadas com sintomas do novo coronavírus. "Temos seis funcionários fixos e dois deles estão afastados há uma semana porque estão com febre e dor de garganta. Eles fizeram o exame e aguardam o resultado", comentou, justificando que o abrigo já estava fechado para visitação há dois meses e seguia as recomendações sanitárias para evitar contaminação. "Estávamos preparados. Conferíamos a temperatura deles duas vezes por dia. Quando os funcionários chegavam, tomavam banho, isolavam a roupa e os pertences que vinham da rua, usavam máscara, luvas e álcool em gel", afirma.

O abrigo é mantido pela Sociedade São Vicente de Paulo, uma associação sem fins lucrativos, e depende de doações. Mesmo com a proibição de visitas, Luzinete afirma que o local estava abastecido. "Temos tudo necessário para o funcionamento e somos acompanhados pela assistência social", diz a administradora que também passou por exame e aguarda resultado. O local irá passar por desinfecção.

O município possui apenas três respiradores no Hospital de Campanha e os pacientes mais graves são transferidos para unidades de referência do estado. "A Prefeitura já tinha um respirador e recebeu mais dois de doação. A Secretaria de Saúde está monitorando todos os casos. Os idosos estão clinicamente bem, nem todos apresentam sintomas. Os pacientes que testaram positivo permanecem isolados na unidade de saúde", comentou a prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida.

Fonte: diariodepernambuco
Tecnologia do Blogger.