Pernambuco transfere decisão sobre reabertura de parques e praias a municípios

Em relação às praias, decreto é válido apenas para as cidades do Grande Recife, já que cidades das Matas Sul e Norte não estabilizaram números de contaminação.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), assinou decreto, nesta sexta-feira (19), que coloca a regulamentação do acesso a praias, parques e calçadões a cargo das cidades (veja vídeo acima). São as gestões municipais que decidirão, agora, se reabrem esses locais, fechados em todo o estado desde o dia 4 de abril. A determinação passa a valer no sábado (20).

A decisão não se aplica às 85 cidades das Matas Sul e Norte e do Agreste que ainda não estabilizaram os números da contaminação da Covid-19. A restrição aos parques permanece, portanto, em cidades como Caruaru, Garanhuns, Palmares e Goiana.

Praias de Pernambuco foram fechadas desde o dia 4 de abril por causa da pandemia do novo coronavírus — Foto: Reprodução/TV Globo
Praias de Pernambuco foram fechadas desde o dia 4 de abril por causa da pandemia do novo coronavírus — Foto: Reprodução/TV Globo

No que diz respeito às praias, por exemplo, o decreto é válido apenas para as cidades da Região Metropolitana do Recife (RMR). Faixas litorâneas das cidades das Matas Sul e Norte permanecem fechadas.

“Essa decisão leva em consideração as peculiaridades apresentadas por esses equipamentos públicos, que são tão importantes para a população, para a cadeia do Turismo e para diversas atividades das economias locais”, destacou o secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes.

Recife, por exemplo, liberou praias e parques a partir do sábado (20) para exercícios individuais, como caminhadas, corridas e ciclismo. A ciclofaixa de turismo e lazer é retomada no domingo (21).

Histórico
O decreto estadual de fechamento de parques e praias estava em vigor em Pernambuco desde o dia 4 de abril e foi renovada sucessivas vezes. De acordo com o decreto original, a população ficava sem acesso à faixa de areia do litoral e também aos parques em todo o estado. Também não era permitida a prática de qualquer atividade nesses locais.

A ideia era evitar aglomerações de pessoas no momento em que a curva epidêmica começava a acelerar no estado, especialmente na Região Metropolitana do Recife.

Pandemia em Pernambuco
O processo de flexibilização das atividades econômicas no estado foi iniciado no começo de junho, após 15 dias de quarentena mais rígida no Recife e outras quatro cidades. A partir de segunda-feira (22), ficam autorizados a reabrir para clientes os shoppings e grandes lojas, bem como podem ser retomadas as celebrações religiosas presenciais em templos e igrejas.

Na quinta-feira (18), foram confirmados, 1.180 novos casos da Covid-19 em Pernambuco, além de 48 óbitos. Com esses números, o estado chega a 48.626 confirmações de pacientes e 4.057 mortes pela doença provocada pelo novo coronavírus. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), 87% dos novos casos confirmados são leves, o que corresponde a 1.028 pacientes.

Fonte: G1 Pernambuco
Tecnologia do Blogger.