Desaceleração não significa controle da Covid-19 no Brasil, diz OMS

 

Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (12), o diretor-executivo da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan, confirmou que os números da pandemia de Covid-19 no Brasil estão se “estabilizando ou recuando”, mas destacou que eles “seguem altos”. Ao responder uma pergunta específica sobre o Brasil, Ryan disse que há uma tendência de queda nos casos nas Américas. Mas acrescentou que, a partir do exemplo de outras nações, não é possível dizer que a doença “não vá ganhar força de novo”. A agência internacional de saúde insiste que se mantenha a vigilância, identificando casos e isolando contatos, lembrando que o país é muito grande, por isso o recuo no número geral não significa ausência em regiões onde o número de contágios pode estar maior.

Por: Agreste em Alerta

Tecnologia do Blogger.