Pernambuco gera 12.714 empregos em agosto e tem melhor resultado do Nordeste, diz Caged

No índice nacional, estado ocupa quinto lugar entre os que mais criaram empregos. No período avaliado, houve 37.178 contratações e 24.464 demissões.

Pernambuco teve o melhor resultado na geração de empregos em todo o Nordeste, em agosto de 2020. De acordo com os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia nesta quarta (30), o estado terminou o oitavo mês do ano com saldo de 12.714 postos de trabalho criados. Este foi o quinto melhor desempenho do Brasil.

Os números do Caged levam em conta quantas pessoas foram admitidas em um determinado mês e quantas foram demitidas. No caso de Pernambuco, foram 37.178 contratações e 24.464 demissões, gerando um saldo positivo de pessoas com carteira assinada de 12.714.

Segundo a Secretaria do Emprego, Trabalho e Qualificação de Pernambuco (Seteq), no mês de agosto, este foi o melhor resultado em nove anos. Comparado ao mês de julho de 2020, houve mais que o dobro no aumento de postos de trabalho. No referido mês, o saldo de admissões chegou a 4.624.

A economia brasileira, por sua vez, gerou 249.388 empregos com carteira assinada em agosto. Isso representa o melhor mês de agosto em dez anos, segundo o Ministério da Economia.

Considerando o acumulado dos oito primeiros meses do ano, o saldo foi de 69.984 postos de trabalho fechados no estado. Em todo o Brasil, esse número resultou em 849.387 vagas fechadas, principalmente durante a pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a Seteq, a indústria teve o melhor saldo entre os setores pesquisados pelo Caged, com 5.889 empregos. A agricultura manteve-se aquecida, com 2.661, e o comércio contratou 1.914 pessoas.


A construção civil apresentou um saldo de 1.660 postos de trabalho criados e o setor de serviços teve número positivo de 590 admissões.


Fonte: G1
Tecnologia do Blogger.