Idosa de 90 anos caminha 5 km na neve para ser vacinada contra covid-19 nos EUA


Um idosa de 90 anos caminhou cerca de 5 km em meio à neve até um hospital de Seattle, nos Estados Unidos, para ser vacinada contra Covid-19 após quase um mês tentando agendar sua consulta. Fran Goldman passou semanas grudada em seu tablet e ao telefone com o departamento de saúde local até conseguir marcar a data para ser imunizada. Antes de receber sua dose da Pfizer no último domingo (14), uma forte nevasca atingiu o país e bloqueou estradas. Sem poder sair de carro, ela decidiu ir a pé para não ter de remanejar sua vacinação.

Equipada com botas e bastões de caminhada, Goldman levou cerca de uma hora para chegar à unidade diante da neve a uma altura de aproximadamente 25 centímetros. Uma onda de frio histórica assola os EUA desde o último fim de semana, o que levou à interrupção da imunização em algumas localidades. Na última terça, foram contabilizadas 21 mortes em decorrência das temperaturas negativas e de tornados, que também afetaram o fornecimento de energia em estados do Sul.

O caso de Goldman ainda ilustra a dificuldade que os idosos estão enfrentando para agendar suas consultas de vacinação no país. A americana de 90 anos contou com a ajuda dos familiares e sua persistência para conseguir sua vaga. Desde o mês passado, ela ligava todas as manhãs para a linha de assistência do estado e navegava pelos portais dos 10 locais de imunização em sua região em busca de uma data.

“A caminhada não foi o verdadeiro desafio para ela. O verdadeiro desafio era conseguir a consulta”, afirmou sua filha, Ruth Goldman, ao jornal The Washington Post

Fonte: Serido360

Tecnologia do Blogger.