Testes iniciais indicam que Coronavac é segura em crianças e adolescentes


Os dados preliminares divulgados ainda não foram publicados em periódicos científicos. Os testes em estágio avançado da Sinovac no exterior ainda não incluíram menores de idade.

A farmacêutica chinesa Sinovac, parceira do Butantan no desenvolvimento da CoronaVac, divulgou na segunda-feira, 22 de março, resultados de testes em fase inicial sobre a eficácia e a segurança da vacina em crianças e adolescentes.

Segundo Zeng Gang, pesquisador da Sinovac, os níveis de anticorpos gerados pela CoronaVac em crianças foram maiores do que aqueles que foram vistos em adultos de 18 a 59 anos e em idosos. O pronunciamento foi feito em uma conferência acadêmica em Pequim, na China.

Foram realizados testes clínicos com 500 pessoas de idade entre 3 e 17 anos que receberam duas doses médias ou baixas do imunizante ou um placebo. A maior parte das reações adversas foi branda.

A dose menor induziu reações de anticorpos favoráveis em crianças de 3 a 11 anos, enquanto a dose média funcionou bem para os jovens de 12 a 17 anos.

Os dados preliminares divulgados hoje ainda não foram publicados em periódicos científicos. Os testes em estágio avançado da Sinovac no exterior ainda não incluíram menores de idade.

Mais 1 milhão de doses

O Instituto Butantan entregou na segunda-feira, 22 de março, mais 1 milhão de doses da vacina do  contra o coronavírus para uso em todo o país. Somente nos últimos dez dias, foram liberados para o Brasil 8,3 milhões de doses, o equivalente a 830 mil unidades diárias do imunizante.

“Até o final do próximo mês de abril, serão 46 milhões de doses. Fico muito feliz, como brasileiro, como filho de baiano que sou, de saber que em todo Brasil, baianos, paraibanos, sergipanos, gaúchos, catarinenses, paulistas, cariocas, todos estão recebendo a vacina do Butantan. No dia de hoje, de cada mil brasileiros vacinados, 950 estão sendo vacinados com a vacina do Butantan”, destacou o governador de São Paulo, João Doria.

Com o novo carregamento, o total de vacinas oferecida ao Plano Nacional de Imunizações (PNI) chega a 25,6 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro. Até o final de abril, o total de vacinas garantidas pelo Butantan ao país somará 46 milhões.

O Instituto Butantan informou que trabalha para entregar outras 54 milhões de doses para vacinação dos brasileiros até o dia 30 de agosto, totalizando 100 milhões de unidades. Atualmente, 85% das vacinas disponíveis no país contra a covid-19 são do Butantan.

No último dia 4, uma remessa de 8,2 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), correspondente a cerca de 14 milhões de doses, desembarcou em São Paulo para produção local.

Outros 11 mil litros de insumos enviados pela biofarmacêutica Sinovac, parceira internacional no desenvolvimento do imunizante mais usado no Brasil contra a covid-19, chegaram ao país em fevereiro.

Por Portal de Prefeitura

Tecnologia do Blogger.