COVID-19: fisioterapeuta dá dicas de exercícios que podem evitar pacientes serem intubados

André Ráguine 


Em meio à pandemia, com alta dos casos de pessoas infectadas pelo coronavírus, a fisioterapia tem sido fundamental para a recuperação de pacientes vítimas da COVID-19, em especial aqueles que passaram pela Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), por terem sido sedados e intubados de forma necessária para o melhoramento dos casos mais graves. Quem passa por este processo precisa de ventilação mecânica, tendo inibidas suas movimentações naturais, que causa a perda progressiva das forças motoras.

Mas quem pensa que a fisioterapia é apenas para casos mais graves está enganado. A fisioterapeuta do Grupo São Gabriel, Dolores Nóbrega, ressalta a importância de fazer alguns exercícios simples de forma preventiva, que podem evitar a ida do paciente ao hospital para ser internado e até dele ser intubado.

“Ao sentir os sintomas da COVID-19, a pessoa deve procurar o médico imediatamente. Feito isso, após ser medicado, alguns exercícios e posições podem melhorar muito a condição e ventilação do pulmão. Algumas pessoas reclamam muito de ficar deitado de barriga para baixo por sentir dor na coluna, mas isso pode ser solucionado com um travesseiro ou uma toalha dobrada, na região do tórax, da barriga ou da cabeça, para aliviar as tensões”, orienta a fisioterapeuta.

Ela mostra na prática como fazer cada posição e também outros exercícios de respiração capazes de prevenir um agravamento da doença, podendo, inclusive, ser feitos em casa. 

Assista ao vídeo

Tecnologia do Blogger.