Redes socias

Brasil Multi Vídeos

Brasil Multi Vídeos
O seu canal de entretenimento

RDS

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Senado dá posse aos 27 senadores eleitos para mandato de oito anos



Do G1.




O presidente do Senado, Renan Calheiros, dá posse 
aos 27 senadores eleitos (Foto: Reprodução/TV Senado)




   Os 27 senadores eleitos em outubro de 2014 tomaram posse neste domingo (1º/2) para mandato de oito anos. Após a cerimônia, que teve presença de familiares e outros convidados, os parlamentares elegerão o presidente da Casa. Dois peemedebistas estão na disputa: o atual presidente Renan Calheiros (PMDB-AL) que tenta reeleição, e o dissidente Luiz Henrique (PMDB-SC), apoiado pela oposição.

   A sessão de posse, comandada por Renan Calheiros, estava marcada para 15h, mas teve atraso de 55 minutos. O senador eleito mais idoso, José Maranhão (PMDB-PB), leu o juramento previsto no regimento interno.

   “Prometo guardar a Constituição Federal e as leis do país, desempenhar fiel e lealmente o mandato de senador que o povo me conferiu e sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil”, afirmou Maranhão.

Em seguida, cada um dos demais senadores respondeu “assim o prometo”, ritual que oficializa o início do mandato parlamentar, que terá duração até 31 de janeiro de 2023.

Estiveram na sessão os ministros Eduardo Braga (Minas e Energia), Vinicius Lages (Turismo) e Ideli Salvatti (Direitos Humanos) e os governadores Wellington Dias (Piauí) e Renan Filho (Alagoas).


'Renovação da confiança'


   Após a proclamação do resultado, Renan agradeceu aos colegas pela “renovação da confiança”. “Me obriga a redobrar o trabalho, triplicar o ânimo, quadriplicar a vontade de acertar para corresponder ao crédito que me foi concedido pelos senadores”, afirmou.


   O presidente ainda agradeceu ao seu partido, o PMDB, que, segundo afirmou Renan, garante a ele “estabilidade”. “Como fiador do modelo democrático, o partido atua para o equilíbrio do poder e repele qualquer pendor hegemônico onde quer que ele esteja camuflado”, disse.


   O senador voltou a destacar a necessidade de se aprovar uma reforma política e prometeu se empenhar pessoalmente no assunto. Afirmou ainda que as decisões de sua gestão serão tomadas “de forma coletiva e nunca serão monocráticas ou arbitrarias”.

Nova legislatura



   Com a posse dos 27 senadores – cinco deles reeleitos –, a maior bancada da Casa continuará sendo do PMDB, com 18 senadores em exercício, levando-se em conta os suplentes e subtraindo os titulares afastados.

   Em seguida, estão PT (14), PSDB (11), PDT (6), PSB (6), DEM (5), PP (5), PSD (4), PR (4) e PTB (3), PRB (1), PPS (1), PSOL (1), PSC (1) e PCdoB (1).

   Nas eleições de 2014, a renovação do Senado foi de apenas um terço, por isso apenas 27 parlamentares tomarão posse, um de cada estado brasileiro. Em 2018, os outros dois terços serão renovados para novo mandato de oito anos.

Suplentes


   A nova legislatura do Senado Federal terá início com dez suplentes, que assumirão o cargo no lugar dos titulares que se afastaram da Casa para assumir outras funções.

   Três ministros e três governadores cederam suas cadeiras para os respectivos suplentes, que passaram a desempenhar as atividades legislativas desde o início deste ano.

   Com exceção de Kátia Abreu (PMDB-TO), reeleita e terá que tomar posse juntamente com os demais eleitos. Para não acumular o cargo com o de ministra da Agricultura, porém, ela apresentará em seguida um pedido de afastamento, passando o lugar para o suplente Donizeti Nogueira (PT-TO).

   Outros quatro suplentes que já estavam em exercício continuarão no cargo nesta legislatura.


Os empossados



Veja a lista dos senadores que tomarão posse neste domingo (1º):

AC - Gladson Cameli (PP)
AL - Fernando Collor (PTB)
AM - Omar Aziz (AM)
AP - Davi Alcolumbre (DEM)
BA - Otto Alencar (PSD)
CE -Tasso Jereissati (PSDB)
DF - Reguffe (PDT)
ES - Rose de Freitas (PMDB)
GO - Ronaldo Caiado (DEM)
MA - Roberto Rocha (PSB)
MG - Antonio Anastasia (PSDB)
MS - Simone Tebet (PMDB)
MT - Wellington Fagundes (PR)
PA - Paulo Rocha (PT)
PB - José Maranhão (PMDB)
PE - Fernando Bezerra Coelho (PSB)
PI - Elmano Férrer (PTB)
PR - Alvaro Dias (PSDB)
RJ - Romário (PSB)
RN - Fátima (PT)
RO - Acir Gurgacz (PDT)
RR -  Telmário Mota (PDT)
RS - Lasier Martins (PDT)
SC - Dário Berger (PMDB)
SE - Maria do Carmo (DEM)
SP - José Serra (PSDB)
TO - Kátia Abreu (PMDB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário