Redes socias

Brasil Multi Vídeos

Brasil Multi Vídeos
O seu canal de entretenimento

RDS

quinta-feira, 5 de março de 2015

Testemunhas depõem em processo de doadora de leite contra Gentilli


Do G1 PE.



   Três testemunhas foram ouvidas, nesta quarta-feira (4/3), na audiência de instrução do processo de danos morais que a técnica de enfermagem Michele Rafael Maximino, 32 anos, move contra os comediantes Danilo Gentilli e Marcelo Mansfield. O processo corre na 2ª Vara Cível do Fórum de Olinda. Michele ficou conhecida por já ter doado mais de 400 litros de leite materno.

   O alvo da queixa é um quadro do programa "Agora é Tarde", da Rede Bandeirantes, exibido em outubro de 2013. Na ocasião, Danilo chamou a pernambucana de "vaca" e a comparou com o ator pornográfico Kid Bengala.

   A audiência de instrução começou às 13h40, com o depoimento da técnica de enfermagem. Outras duas testemunhas de Michele foram ouvidas na audiência, presidida pela juíza Regina Célia Maranhão. Estiveram presentes os advogados dos comediantes e também um defensor da Rede Bandeirantes. A audiência terminou por volta das 16h.

   No dia 12 de fevereiro, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) emitiu uma carta precatória para ouvir os dois humoristas em São Paulo. Até o momento, o documento ainda não retornou ao estado, segundo o tribunal. Somente após a resposta das cartas precatórias é que as partes fazem suas alegações finais para, então, ser marcada a data para o proferimento da sentença do caso.

   Em outubro de 2013, a Justiça determinou que a Bandeirantes pagasse multa diária de R$ 5 mil, caso não retirasse da internet o trecho do programa "Agora É Tarde" em que o humorista Danilo Gentili faz uma piada sobre Michele. Eles recorreram e aguardam o fim do processo.


 

Michele Maximino ficou conhecida por já ter doado mais
de 400 litros de leite (Foto: Ederval Trajano/Acervo pessoal)

Doações


   Em fevereiro de 2014, Michele Maximino informou que ia se candidatar ao Guinness Book, para ser reconhecida como a maior doadora de leite materno do mundo. Atualmente, o título pertence à norte-americana Karen Merheb que, segundo o Livro dos Recordes, doou 421,2 litros a um banco de leite no Texas (EUA). A pernambucana alcançou a marca de 425,3 litros no final de fevereiro, ao fazer uma doação de 5,48 litros ao Hospital Agamenon Magalhães, no Recife.

   Michele Maximino decidiu ajudar bancos de leite do estado após o nascimento da filha. Além do Agamenon Magalhães, ela enviou o alimento para as maternidades Bandeira Filho, também na capital pernambucana, e Jesus Nazareno, no Agreste, que recebeu a maior quantidade: 387 litros.

   Ainda em 2014, o casal e seus filhos deixaram o município de Quipapá, na Zona da Mata de Pernambuco, e se mudaram para o Recife. Segundo eles, o motivo foi o fato de Michele ter virado "chacota" na cidade por causa da piada feita por Gentilli. Em entrevista na época, Michele afirmou que passou dias sem conseguir dormir, devido à maneira que estava sendo tratada na rua, o que prejudicou a sua saúde e o volume das doações de leite.



Nenhum comentário:

Postar um comentário