Chuva aumenta nível de reservatórios no Agreste de Pernambuco

Todos estão com mais de 50% das capacidades totais.

A barragem de Jucazinho, em Surubim, passou por reformas, além da criação de uma estrutura côncava na parte mais baixa dos degraus para diminuir a força da água em caso de transbordamento. O reservatório, que tem capacidade para 204 milhões de metros cúbicos, está com 32% do volume por causa das chuvas registradas durante o inverno.

Mas nem toda a reforma ficou pronta, e o Ministério Público Federal (MPF) pediu em maio deste ano que o Governo Federal tomasse medidas urgentes para a conclusão dos serviços de recuperação da barragem. De acordo com o Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS), um novo contrato no valor de R$ 25 milhões foi assinado no dia 15 de dezembro de 2020, para terminar as obras.

Entre os serviços que devem ser feitos está a melhoria dos sangradouros laterais, obra que não foi feita pelas empresas que assumiram as duas primeiras etapas da recuperação. Em nota, o DNOCS informou que a assinatura da ordem de serviço deve ocorrer até o dia 1º de janeiro de 2021. O prazo para terminar a obra é de um ano.

Barragem de Jucazinho — Foto: Compesa/Divulgação

Barragem de Jucazinho — Foto: Compesa/Divulgação

Ainda de acordo com o DNOCS, serão gastos mais R$ 25 milhões para a conclusão do serviço. As obras de reforma começaram quando a barragem ficou vazia pela primeira vez desde que foi criada em 1998. O colapso veio em 2016, depois de seis anos de estiagem.

Atualmente, barragem de Jucazinho abastece os municípios de Surubim, CasinhasSanta Maria do CambucáVertente do LérioFrei MiguelinhoVertentesToritama, Salgadinho, CumaruPassiraRiacho das Almas e Caruaru.

Além da barragem de Jucazinho, há outros reservatórios da região que acumularam uma boa quantidade de água, como a barragem do Prata, em Bonito, que tem capacidade de 42 milhões de metros cúbicos e chegou à capacidade total em junho de 2020, e agora está com 78%. O reservatório abastece Caruaru, AgrestinaSanta Cruz do CapibaribeIbirajubaAltinho e Cachoeirinha.

Barragem do Prata, localizada em Bonito — Foto: Divulgação/Compesa

Barragem do Prata, localizada em Bonito — Foto: Divulgação/Compesa

A Barragem de Pedro Moura Junior, em Belo Jardim, que voltou a acumular água em 2019 depois de três anos em colapso, atingiu a capacidade total em junho e novembro de 2020. O reservatório, que tem capacidade para acumular 35 milhões de metros cúbicos de água, está com 97% do volume e abastece Belo JardimTacaimbóSanharó e São Bento do Una.

O reservatório de Poço Fundo verteu em março de 2020. A capacidade dele é de 27,6 milhões de metros cúbicos. Atualmente, o reservatório está com 70% da totalidade. Ele abastece Jataúba e o distrito de Poço Fundo, em Santa Cruz do Capibaribe.

A Barragem Pau Ferro, que abastece São Bento do Una, apresenta uma quantidade de 15 milhões de metros cúbicos de água. O inverno com chuvas regulares fez a Compesa melhorar o abastecimento nos municípios. A empresa acredita que a água presente na Barragem Jucazinho consegue abastecer as cidades da região por mais 2 anos.

Por: TV Asa Branca

Tecnologia do Blogger.