Redes socias

Brasil Multi Vídeos

Brasil Multi Vídeos
O seu canal de entretenimento

RDS

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Dilma anuncia 13 novos ministros



Do G1.

   Uma confraternização no Palácio da Alvorada teve sabor de despedida para os ministros que não permanecem no segundo mandato de Dilma Rousseff. À noite, a presidente anunciou mais 13 nomes da futura equipe. O PMDB ganha mais um ministro

Serão seis:

·         Eduardo Braga: atual líder do governo no Senado e ex-governador do Amazonas. Assume o Ministério de Minas e Energia.

·         Kátia Abreu: senadora e presidente da Confederação Nacional de Agricultura, a CNA. Vai para a Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

·         Helder Barbalho: filho do senador Jáder Barbalho. Foi indicado para Pesca.

·         Vinícius Lajes: foi mantido no Ministério do Turismo.

·         Eliseu Padilha: deputado e ex-ministro dos Transportes no governo FHC. Vai para a secretaria de Aviação Civil.

·         Edinho Araújo: deputado de São Paulo. Vai para a secretaria de Portos.


Outros cinco partidos têm um ministro cada:


·         Jaques Wagner (PT): ex-governador da Bahia vai comandar a Defesa.

·         Gilberto Kassab (PSD): ex-prefeito de São Paulo vai comandar o Ministério das Cidades.

·         George Hilton (PRB): deputado de Minas Gerais vai comandar o Esporte

·         Aldo Rebelo (PC do B): ex-ministro do Esporte vai para a Ciência e Tecnologia.

·          Cid Gomes (Pros): governador do Ceará vai comandar a Educação.


Dois outros indicados têm perfil técnico:


·          Valdir Simão: atual secretário-executivo da Casa Civil. Vai para a Controladoria Geral da União.

·         Nilma Gomes: pedagoga e professora da Universidade Federal de Minas Gerais. Vai para a secretaria de Igualdade Racial.

   Contando com os nomes de Joaquim Levy, para a Fazenda, de Nelson Barbosa para o Planejamento, e de Alexandre Tombini, presidente do Banco Central que tem status de ministro e Armando Monteiro, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, ainda faltam 22 indicações.

   A presidente Dilma vai continuar a fazer as consultas nos próximos dias e pretende anunciar outros nomes logo após o Natal, no dia 26 de dezembro. A montagem da nova equipe deve estar concluída até o dia 29 de dezembro.

   Dilma está definindo a equipe mesmo sem a colaboração do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A presidente disse que iria consultar Janot sobre políticos com eventual envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras, mas o ministro da Justiça informou que o procurador não pode passar nenhuma informação para a presidente porque a investigação é sigilosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário